Formulario de inscrição FEUMP

Qualificação dos fiadores
A Ame - Autarquia Municipal de Ensino
A AME é uma entidade civil, de direito público, de regime especial, com personalidade jurídica própria dispondo de autonomia didática, científica, econômica, financeira e administrativa, com sede e foro no município de Poços de Caldas, Estado de Minas Gerais. A AME, tem por finalidade criar, instalar e manter, sem finalidades lucrativas, estabelecimentos de ensino, de todos os graus e ramos, com objetivo de ensino, pesquisa, extensão e formação profissional, estendida a toda comunidade.

Atualmente, a AME tem suas instalações no seguinte endereço:
Rua Corumbá nº 72
Jardim dos Estados
Poços de Caldas - MG
CEP: 37.701-100
Tel. (35) 3714.3004 / 3714.1854

A História da AME
Em 23 de dezembro de 1965, através da Lei nº 1.265, com posterior modificação pela Lei 1.617 de 21 de março de 1969, a Prefeitura Municipal de Poços de Caldas criava a Faculdade Municipal de Filosofia, Ciências e Letras como entidade autárquica de direito público, regularmente organizada. Autorizada a funcionar pelo Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais, pelos Pareceres 268/66 e 269/66, instalou-se os Cursos de Filosofia, Pedagogia, Letras e Matemática.
O primeiro vestibular aconteceu nos dias 30 e 31 de maio e 1º de junho de 1966.

Clique aqui para visualizar o primeiro Edital de 1966

A Faculdade tinha 100 vagas para Pedagogia, 80 para Letras, 60 para Matemática e 40 para Filosofia, quando iniciou. Ao todo, 280 vagas. Matricularam-se 170 alunos em 1966; em 1967,194; em 1968, 257 alunos.

A Instituição promovia várias atividades extracurriculares. Em 1969, foi promovido um curso de extensão, foram feitas várias festas no recinto e se estabeleceu programas semanais de rádio. Alguns alunos participaram do então conhecido Projeto Rondon. Também foram publicados os primeiros números de uma Revista - Diálogo - sob a direção dos acadêmicos. Essas iniciativas demonstram claramente o quanto a Instituição foi atuante.
A primeira turma da Faculdade concluiu o curso em 1969.

A Autarquia possuía, nesta época, patrimônio próprio, constituído de prédio e terreno, depósitos bancários e bens móveis, assegurando assim, as condições econômico-financeiras capazes de manter e desenvolver a Faculdade instalada.
Desejando ampliar o número de estabelecimentos de ensino superior em Poços de Caldas, a Prefeitura Municipal, através da Lei Municipal nº 2.059 de 25 de abril de 1973, resolveu criar uma Autarquia de âmbito maior, com um patrimônio maior, para que a mesma fosse a entidade mantenedora, não só da Faculdade Municipal de Filosofia, mas também de outras Faculdades que viessem a ser fundadas.

Em 1996, através da Lei 6.238, foi homologado, em todos os seus termos, o Convênio 14/96, celebrado em 27 de maio de 1996, entre a AME, a Prefeitura Municipal de Poços de Caldas e a Sociedade Mineira de Cultura, entidade mantenedora da PUC-MG. Este convênio transferia a PUC-MG os 07 (sete) cursos superiores em funcionamento, mantidos pela AME.
Os referidos cursos estavam devidamente reconhecidos, com exceção do Curso de Ciências Contábeis. Os cursos citados agrupavam-se em três faculdades:

I - Faculdade de Administração e Ciências Contábeis de Poços de Caldas, com o curso de Administração, fundado aos 25 de junho de 1975 e reconhecida pelo Decreto nº 63.373, de 25 de abril de 1979, e o curso de Ciências Contábeis, autorizado por Decreto de 11 de janeiro de 1994.

II - Faculdade de Engenharia de Poços de Caldas, com o curso de Engenharia Civil, autorizado o funcionamento pelo Decreto nº 92.341 de 28.01.1986 e reconhecido pela Portaria MEC nº 529, de 31 de março de 1993.

III - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Poços de Caldas, com os cursos de Ciências (Matemática), Letras, Pedagogia e Filosofia, todos reconhecidos pelo Decreto nº 67.599, de 18 de novembro de 1970.

Assim, em 1996, a AME e a Prefeitura Municipal de Poços de Caldas transferia à PUC-MG todos os cursos superiores mantidos pela AME, incluindo neste acordo a doação de um imóvel pertencente a Prefeitura Municipal de Poços de Caldas com área de 109.232 m2; em regime de comodato, pelo prazo de 40 anos, renováveis por igual período, o uso de uma área de 134.212 m2, incluindo todos os prédios nela situados, inclusive biblioteca, laboratórios, mobiliários, móveis e utensílios; além disso, a conclusão de uma construção de dez salas de aula com capacidade para no mínimo 60 alunos, além da responsabilidade pela ampliação da área destinada à administração; ainda, assumiu os encargos financeiros, provenientes de rescisões trabalhista de professores, além de absorver nos quadros da administração direta do Município servidores administrativos da AME.

Neste oportunidade, a AME cedeu à PUC-MG, sem ônus para esta, suas instalações para funcionamento dos cursos.
Mas a AME não deixou de existir. Ainda existe com a mesma finalidade anterior.
A AME ainda é responsável pela BOLSA DE ESTUDO RESTITUÍVEL destinada aos alunos de comprovada insuficiência de renda no município de Poços de Caldas.

Em meados de 2002, tendo em vista o contexto exigente e um inegociável compromisso social em sua trajetória, a AME reassume o seu compromisso com a sociedade poços caldense, retornando suas atividades no ensino superior para atualizar a busca do serviço educacional-pedagógico, sem onerar descabidamente o público alvo.

Com o Convênio firmado entre a UEMG - Universidade do Estado de Minas Gerais e a AME - Autarquia Municipal de Ensino foi possível implantar e realizar em agosto de 2002 o primeiro vestibular para o curso de Pedagogia.
A presença da UEMG na cidade de Poços de Caldas marca um início de novos tempos.

Primeiras instalaçoes da Autarquia

A Autarquia teve como primeira instalação em prédio próprio, o hoje conhecido Teatro da URCA, outrora sede de Cassino, adaptado às condições de um estabelecimento de ensino superior. A área era de 4.043 m2 e a área construída era de 2.492 m2.

Possuía 18 salas de aula, 01 auditório de 360 m2, 01 salão nobre de 229 m2, sala de Biblioteca com 12.386 exemplares, salas destinadas à Administração, Laboratório de Psicologia, Sala de Diretório Acadêmico, instalações sanitárias, varanda aberta, garagem.Posteriormente, a Autarquia foi transferida para o prédio do antigo Seminário Nossa Senhora da Boa Esperança, situado no Bairro Country Club, hoje ocupado pela PUC-Minas.

Copyright 2000 - 2007 - Autarquia Municipal de Ensino de Poços de Caldas - Todos Direitos Reservados